Com tecnologia do Blogger.

Power*babes


Estamos na terceira semana de janeiro, e é de coração cheio que vejo que há coisas a acontecer.
Ainda não me consegui organizar da forma que queria, mas muita coisa já começa a tomar forma na minha cabeça. Como se trata da minha vida, não de uma corrida, estou a tentar valorizar e focar-me nestes pequenos passos de forma positiva.

Ontem, recebi um email com uma proposta de uma parceria para divulgação dos meus produtos num blogue. Não é a primeira vez que tenho recebido contatos desse género. Sinto-me sempre muito feliz por ver que há pessoas que têm interesse e que se identificam com o meu trabalho, isso significa mais do que estatísticas e números num blog.

Ao responder a esse convite, dei por mim a formular pela primeira vez de forma muito concreta o que são estas Power*Babes.



As Babes surgiram como uma brincadeira. Um pretexto de fazer macacada com uns amigos. Chamei-lhes de Power*Babes porque tinham inspiração kawaii e toda a gente dizia que aqueles olhos grandes faziam lembrar as power puff girls.
Depois tornaram-se ilustrações engraçadas que podiam ser personalizadas e aplicadas em várias coisas, como t-shirts e sacos de pano. Naquela altura não havia ainda muita gente a fazer este tipo de trabalho, e assim nasceu a Collection.

Para mim, sempre foram uma forma de fazer o que eu quisesse, mas nunca estiveram muito longe daquilo que eu sempre gostei de fazer e tenho como profissão: ser designer.

No final de 2015, por sugestão de uma amiga, comecei a desenvolver agendas. E depois mais artigos de papelaria. Ao longo de 2016 desenvolvi outro tipo de artigos como desafio pessoal. Tinha (e tenho) uma lista enorme de ideias que queria concretizar.

E finalmente, hoje, sei no que é que The Power*Babes Collection se tornou.
São mais do que coisas bonitas e ilustrações fofinhas. Estão direcionadas para gente crescida mas que mantém o seu lado sonhador de criança. (Eu sou uma delas).
São artigos que têm como propósito a promoção da individualidade e a valorização pessoal, através da personalização e desenvolvimento de produtos que ajudam na organização pessoal e self coaching.
Artigos bonitos, que nos enchem o coração só de olharmos para eles, mas carregados de significado. Artigos úteis, que exigem de nós para que sejam mais do que papel e desenhos.

Eu podia investir nas canecas, nos quadrinhos, nos presentes para as educadoras e avós, seguir as fórmulas e fazer igual a muitos outros. Mas quero manter-me fiel a mim e ao que acredito. E neste momento, este é o rumo a seguir.


8 comentários

  1. Go go go power babe! Adoro estes posts mais "profundos" em que te dás a conhecer melhor! Beijocas

    ResponderEliminar
  2. É tão bom conhecer o outro lado das coisas!
    E sim a melhor parte (e parte que nos torna genuínas) é sermos fiel a nós próprias e no que acreditamos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. <3 Obrigada, Mafalda! Eu concordo, e também gosto muito de ler aquilo que escreves. Aprendemos todos um bocadinho uns com os outros <3

      Eliminar
  3. Tu és uma Power Girl, isso sim!!
    Sabe bem ver o teu percurso e a evolução da "coisa", estás no caminho certo Marta!
    Um beijo e 2017 vai ser o teu ano, uma apostinha??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. <3 Obrigada Boss! Não sou de apostas, mas obrigada pela confiança! ;) Beijo grande

      Eliminar

Olá! Obrigada pelo seu comentário :)